07/11/2018
Por Edilson Silva em RN

Água transforma vidas de famílias no Oeste potiguar

Foram 64 anos indo buscar água longe de casa. Algumas vezes em cima de um jumento, debaixo do sol forte do Oeste potiguar. Assim foi a vida do agricultor Braz José da Silva, de 86 anos, morador do Sítio Caroba, em São Francisco do Oeste. “Era uma água sofrida, cansada. Só soltavam pra gente quando queriam”, conta, se referindo ao poço da comunidade próxima, que pertencia ao seu irmão, mas ainda assim não era liberada de maneira farta para os familiares.

Quando Braz já não acreditava em uma mudança de vida, a comunidade foi beneficiada pelo Governo do Estado via projeto Governo Cidadão e Banco Mundial com um sistema simplificado de abastecimento de água que inclui um poço próprio, reservatório e rede de adução e distribuição para todas as casas. “Isso aqui foi uma benção mandada por Deus. O nosso sofrimento acabou e eu não achava que fosse viver pra ver isso”, conta emocionado, ao lado da esposa Maria de Queiroz, 84, que também jamais imaginou um dia lavar louça com água do poço da própria comunidade.

Realidades como a do Sítio Caroba estão sendo transformadas ao redor do Rio Grande do Norte. O Governo do Estado por meio do Governo Cidadão tem hoje 160 projetos de acesso à água em execução ou próximos de ser concluídos em 72 municípios, beneficiando mais de sete mil famílias potiguares e totalizando um investimento de R$ 48 milhões. Nesta comunidade em específico, foram investidos R$ 180 mil no sistema simplificado de abastecimento e mais quintais produtivos, o que também ajudou a mudar a vida dos moradores.

“As pessoas aqui antes não plantavam, porque não tinha água para cuidar das plantas. Hoje não tem ninguém mais feliz do que eu com meu quintal cheio de pimenta, cebola, coentro, cidreira, mamão, limão, hortelã, coco e macaxeira”, conta Fátima Maria, 62, que implantou, com recursos do projeto, um sistema de reuso de águas cinzas para manter o quintal funcionando.

Para o secretário e coordenador do projeto Governo Cidadão, Vagner Araújo, as ações têm levado não só água, mas também dignidade a milhares de pessoas. “Ter acesso a água de qualidade é um direito básico e o Governo do Estado junto ao Banco Mundial colocou isso como prioridade entre os projetos a serem financiados. A prova do acerto dessa decisão é que as famílias estão tendo suas vidas transformadas e podendo permanecer no campo, seu lugar de origem”, destaca.

Água chega a todos os moradores de Terra Boa, em Encanto

Distante 30km de São Francisco do Oeste, o assentamento Terra Boa, em Encanto, também comemora a ampliação do sistema de abastecimento de água, que agora atende todas as 64 famílias do local. Selecionados em um dos editais de acesso à água do projeto Governo Cidadão, receberam 20 cisternas para as casas daqueles que ainda não tinham reservatório e mais três cisternas calçadão, bomba para puxar água do açude, adutora, estação de tratamento, recuperação do reservatório de água da comunidade e ampliação da rede de distribuição, totalizando um investimento de R$ 219 mil. “Ter água tratada em casa é outro nível”, celebra a dona de casa Maria Marciele, 30.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter