26/07/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu

Prefeitura de Jucurutu irá implantar aplicativo que permite interação com o cidadão

Buscando ampliação de espaços, transparência e canais de participação social o Governo Municipal de Jucurutu (RN), estará implantando nos próximos dias o i9 Cidadão.

De qualquer lugar, seja na rua, avenida, bairro, distrito, zona urbana ou rural, o jucurutuense poderá apontar necessidades em favor do bem-estar da coletividade. Para isso basta ter em mãos um aparelho celular conectado à internet.

De acordo com a Viggo Sistemas, empresa responsável pelo desenvolvimento do aplicativo, ele funciona como uma espécie de ouvidoria, sendo na prática uma ferramenta interativa que promove a aproximação entre o poder público e a população, gerindo requisições feitas pelos habitantes da cidade e, consequentemente, facilitando a resolução de problemas no cotidiano.

Sobre o i9 Cidadão:

Sua versão beta foi disponibilizada em setembro de 2017. Desde então, 3 prefeituras passaram a utilizar seus serviços e obtiveram resultados positivos no que se refere à comunicação com os cidadãos.

Dentre as possibilidades oferecidas pelo app, estão:

• Manejo das requisições feitas pelo aplicativo, seguido do encaminhamento automatizado para suas respectivas secretarias;

• Controle de visualização de dados através de níveis de acesso (definindo, por exemplo, que secretários podem visualizar apenas aquilo que se referir a sua secretaria);

• Criptografia dos dados de acesso, tanto do cidadão (usuário) como do gestor, garantindo a segurança total das informações;

• Prevenção contra perseguição política, uma vez que o usuário precisa criar uma conta e permitir o acesso à sua localização por meio do GPS – impedindo, assim, o envio de requisições anônimas;

• Amostragem geral e gráfica de solicitações, informando, com um “mapa de calor”, a localização exata onde cada requisição foi registrada via aplicativo;

• Relatórios personalizados de acordo com os tipos de requisição e com os dados do usuário (sexo, faixa etária, entre outros);

• Feedback por parte da Prefeitura, por meio do envio de respostas ao cidadão, com um conjunto de mensagens pré-definidas pelo sistema;

• Difusão de enquetes aos usuários, para que os gestores possam saber a opinião da população sobre temas específicos;

• Notificações sobre erros no sistema, com envio imediato de e-mail para o desenvolvedor, e disponibilidade para que o próprio usuário emita informações a respeito;

• Layout completamente responsivo, com navegação permitida em aparelhos móveis;

• Total monitoramento para o administrador do sistema, que pode ser o(a) prefeito(a) ou alguém designado para essa função.

Em breve mais informações e detalhes.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter