23/03/2018
Por Edilson Silva em Concursos, Saúde

Mais de 23 mil candidatos farão concurso da saúde neste domingo

Mais de 23 mil candidatos farão as provas do concurso público da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) no próximo domingo, 25. Serão convocados 404 profissionais para reforçar os quadros da secretaria, que nos últimos anos vem enfrentando um déficit de servidores.

“As vacâncias ocorridas, nos últimos três anos, representam uma baixa de mais de 3 mil servidores na secretaria. A nossa expectativa é muito grande para receber estes novos profissionais, em virtude da abertura de novos serviços e leitos hospitalares que estão surgindo”, disse Jorge Castro, coordenador de recursos humanos da Sesap.

De acordo com Jorge as convocações a curto prazo serão para a Região Metropolitana de Natal, mas a expectativa para médio e longo prazo é que hajam convocações também para Alto Oeste, Seridó e demais regiões do estado, de acordo com a necessidade do serviço.

A coordenação de recursos humanos lembra que os candidatos podem acessar as informações sobre local de prova e concorrência no site da Comperve (www.comperve.ufrn.br). O acesso ao local onde se realizarão as provas do turno matutino ocorrerá das 7h20 às 8h (horário oficial local) e as do turno vespertino, das 13h20 às 14h (horário oficial local). A previsão para divulgação do resultado final é dia 23 de maio.


23/03/2018
Por Edilson Silva em RN

TRE encerra Biometria Revisional em 4 municípios do RN

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) encerra a Biometria Revisional nas cidades de São Paulo do Potengi, Montanhas, Taipu e Serrinha dos Pintos nesta sexta-feira (23).

Para realizar a biometria, o eleitor deve levar o título, documento com foto e do comprovante de residência recente (original e cópia). Os atendimentos para essas cidades citadas ocorrerão até esta sexta-feira (23), das 08h às 16h. Os endereços dos locais da Biometria Revisional podem ser conferidos ao fim desta matéria.

Em levantamento realizado pelo Portal da Biometria, nessa quinta-feira (22), o município de Montanhas apresenta, dentre as quatro cidades citadas, o maior número de comparecimento, chegando a 6.238 pessoas atendidas, o que corresponde a 62,38% do eleitorado previsto para revisão naquela localidade.


22/03/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu

Acesso à Serra de João do Vale é recuperado

Preocupados com a segurança dos moradores e turistas que trafegam na estrada que dá acesso à Serra de João do Vale, a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos deu início na manhã desta quinta (22) a manutenção de um trecho que estava comprometido.

Em virtude de uma grande erosão e tendo em vista as últimas precipitações de chuvas na região, uma cratera se abriu no local o que dificultava o tráfego de carros para a comunidade.

A realização do trabalho está sendo intensa no intuito de restaurar o trecho o mais rápido possível. Contamos com o apoio da Secretaria de Agricultura para sanar o problema. Retroescavadeira, moto niveladora e caçamba estão no local executando os serviços”, frisou o secretário Fylippe Mello.


22/03/2018
Por Edilson Silva em Notas

Inclusão de idosos como dependentes exige cuidado para não aumentar IR

Uma das possibilidades para ampliar as deduções do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), a inclusão de dependentes idosos exige cuidados. Em vez de reduzir o imposto a pagar ou aumentar a restituição a receber, a relação de pais, avós e bisavós como dependentes na declaração pode ter o efeito contrário.

Pela legislação, podem ser incluídos como dependentes na declaração do Imposto de Renda pais, avós e bisavós que tenham recebido rendimentos – tributáveis ou não – de até R$ 22.847,76 em 2017 cada um. Sogros dentro desse limite de rendimentos também podem ser registrados, no caso de declaração conjunta do casal.

O declarante pode deduzir até R$ 2.275,09 por dependente. A inclusão de idosos na declaração, no entanto, requer cuidados porque o contribuinte será obrigado a informar os rendimentos de cada dependente, o que pode aumentar a base de cálculo e elevar o imposto a pagar ou diminuir o valor da restituição.


22/03/2018
Por Edilson Silva em Caicó, Educação

Dia Mundial da Água: Caicó realiza exposição na Ilha de Sant’Ana

O Dia Mundial da Água é comemorado nesta quinta-feira (22). Em Caicó, acontece uma exposição sobre conscientização e sensibilização do uso responsável da água, na Ilha de Sant’Ana, hoje e amanhã (23), das 7 às 17 horas.

A exposição está sendo organizada pelo Município de Caicó, através das secretarias municipais do Meio Ambiente, de Educação, Trabalho, Habitação e Assistência Social e Defesa Civil Municipal com o apoio da CAERN, UFRN, IFRN e outras instituições parceiras.

Apesar de o nosso planeta ser repleto de água, estima-se que apenas 0,77% esteja disponível para o consumo humano em lagos, rios e reservatórios subterrâneos. Vale destacar, no entanto, que essa quantidade não está distribuída igualmente por todo o território, consequentemente, existem locais onde esse recurso é considerado bastante valioso. Em virtude dessa desigualdade de distribuição, em várias regiões ocorrem verdadeiros conflitos por água.

Além da escassez de água em algumas regiões, a população enfrenta ainda o problema da baixa qualidade. A poluição causada pelas atividades humanas faz com que a água esteja disponível, porém não esteja própria para o consumo. Estima-se que 20% da população mundial não tenha acesso à água limpa e, segundo a UNICEF, cerca de 1400 crianças menores que cinco anos de idade morrem todos os dias em decorrência da falta de água potável, saneamento básico e higiene.


22/03/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu

Contadores de Histórias ministram capacitação com Educadores Sociais de Jucurutu

A Prefeitura de Jucurutu por meio da Secretaria de Assistência Social realiza nos dias 21 e 22 de março uma capacitação para educadores sociais e facilitadores que atuam no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) e Programa Criança Feliz.

A oficina realizada no auditório da Casa da Família (CRAS 1) foi ministrada por Ricardo França da Silva, nome artístico Ricardo Buihú, com larga experiência na área de animação cultural que envolve a contação de histórias e atividades lúdicas com crianças, com a participação de Demmy Gonzaga, profissional da área.

O objetivo da oficina é estimular atividades relacionadas à psicologia infantil, por meio de dinâmicas, rodas de conversas, teatro de fantoches e palestras para os servidores do SCFV, proporcionando a eles um melhor suporte para desenvolverem suas funções no trabalho com crianças e adolescentes no município de Jucurutu.

 

 

 

 

 

 

 

 


22/03/2018
Por Edilson Silva em RN

Consumo de água cai 13% em todo o Rio Grande do Norte, diz Caern

O longo período de estiagem enfrentado pelo Rio Grande do Norte foi responsável pela redução em 13% do consumo de água nos últimos dois anos, segundo a Companhia Estadual de Recursos Hídricos (Caern). Até 2016, a média era de 12,9 metros cúbicos por mês. Atualmente, esta taxa é de 10,8 mil metros cúbicos.

A redução nos gastos por pessoa é um reflexo da situação crítica dos reservatórios em todo o Rio Grande do Norte. De acordo com dados da Secretaria Estadual de Recursos Hídricos (Semarh), dos 47 reservatórios hídricos estaduais, 17 estão em volume morto e outros 16 estão secos.

O estado conta com 800 mil domicílios ligados à rede de abastecimento.  Atualmente, 91% das cidades potiguares enfrentam dificuldades no recebimento de recursos hídricos.

Em Natal, o consumo médio é de 13,7 metros cúbicos. “A diferença entre Natal e os restante do estado está registrada a partir da estiagem e do padrão de consumo da população”, diz Marinaldo Pereira, superintendente comercial da Caern. A população da capital utiliza de forma menos racional a água, como nos hábitos de lavagem de veículos e de calçadas, gerando desperdício.

Segundo a Caern, o consumo está mais concentrado na região metropolitana da capital. “Nas cidades com problemas de abastecimento, como as que estão em colapso, o consumo cai pela metade”, informa Marinaldo.

Segundo informações da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, o consumo médio por litros no Rio Grande do Norte é de 113 litros por pessoa, de acordo com a pesquisa “Diagnóstico dos Serviços de Água e Esgotos”. O volume de consumo por habitante caiu quase 5% nos últimos cinco anos.

Apesar da redução no volume utilizado pela população, a quantidade de água consumida ainda está acima dos valores mínimos delimitados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O volume estipulado por habitante é de 110 litros diários – a medida é a necessária para saciar a sede, higiene e alimentação. Também é menor que a média nacional, com de 107 litros diários.

Para 2018, a Caern planeja acelerar a substituição de hidrômetros instalados no Rio Grande do Norte. “Temos obras operacionais para reduzir o consumo excessivo de e o desperdício dos recurso hídricos”, finaliza.


22/03/2018
Por Edilson Silva em Nordeste

Apagão no Norte e Nordeste foi causado por falha em disjuntor no Pará, diz ONS

A queda no fornecimento de energia para as regiões Norte e Nordeste foi causada por falha em um disjuntor na Subestação Xingu, no Pará, responsável pela distribuição da maior parte da carga gerada pela Usina de Belo Monte para a Região Sudeste. A informação foi divulgada na noite desta quarta-feira (21), pelo diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata Ferreira.

Segundo nota do ONS, o problema se iniciou às 15h48, e em todas as capitais do Norte e Nordeste ocorreu interrupção do suprimento de energia elétrica. De acordo com Ferreira, mais de 70 milhões de pessoas foram afetadas. As causas da falha no disjuntor estão sendo investigadas, mas o ONS descartou sobrecarga no sistema, fatores climáticos ou queimadas.

Com o desligamento do disjuntor, “houve um excesso de geração” para a Região Norte. Isso disparou uma proteção automática em todo o sistema, separando a região Norte da Nordeste e as duas do resto do país.

De acordo com Ferreira, o religamento do sistema teve de ser feito aos poucos, para garantir segurança no processo, evitando que nova queda.

O diretor-geral do ONS disse que o problema também afetou outras regiões do país, mas sem maior gravidade. “No Sistema Sul-Sudeste, nós tivemos uma pequena perturbação, que foi a atuação do primeiro estágio do esquema regional do alívio de carga, e rapidamente houve a recomposição das cargas. Praticamente, na Região Sudeste, não tivemos maiores repercussões.”


22/03/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu

Prefeitura realiza serviços de esgotamento das fossas na zona rural de Jucurutu

A Secretaria de Obras e Serviços Urbanos realizou na manhã desta quarta-feira (21), a limpeza de fossas sépticas em residências da Comunidade Riachão, na zona rural de Jucurutu.

O trabalho consiste na limpeza por sucção, das caixas de residuos das residências localizadas em áreas que não possuem rede de esgotamento sanitário. Os atendimentos são realizados por meio de solicitações dos munícipes na Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, localizada na Travessa 7 de Setembro, Centro de Jucurutu.

“O trabalho de limpeza é de grande importância para qualidade de vida dos moradores da região. A comunidade do Riachão é mais um setor da zona rural que conseguimos atender e não vamos parar por aqui.”, observou o secretário Fylippe Mello.


22/03/2018
Por Edilson Silva em Ceará

Ceará vai dessalinizar água do mar para consumo

A seca histórica que há seis anos não dá trégua à Região Nordeste levou o governo do Ceará a adotar uma medida extrema para garantir o abastecimento humano de água. O governo do Estado decidiu instalar, no litoral de Fortaleza, uma unidade de dessalinização da água do mar, para complementar o atendimento à população. O plano é que, até 2020, parte dos habitantes da cidade passe a matar a sede bebendo esse líquido.

Até maio, o Estado vai receber dois estudos técnicos sobre o projeto, que tem orçamento estimado em cerca de R$ 500 milhões. Uma empresa sul-coreana e outra espanhola foram escolhidas no fim de 2017 para apresentar propostas de engenharia, com indicação do melhor modelo tecnológico para retirar o sal da água e o melhor local para sua instalação. A meta do governo é de que a água retirada do Oceano Atlântico atenda pelo menos 720 mil habitantes de Fortaleza. A capital consome hoje cerca 8 m³ de água por segundo.


21/03/2018
Por Edilson Silva em Brasil

Apagão afeta 13 estados das regiões Norte e Nordeste

Vários estados das regiões Norte e Nordeste ficaram sem fornecimento de energia elétrica na tarde desta quarta-feira (21). O “apagão” teve início por volta das 16h e atingiu os estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas, Bahia, Amazonas e Tocantins.

A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) informou que enviou equipes técnicas para apurar as causas e extensão do ocorrido.


21/03/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu, Saúde

Março Mulher segue com ações em Jucurutu

Dando sequência às comemorações alusivas ao Março Mulher no município de Jucurutu, a Secretaria de Saúde realizou na manhã desta terça (20) o evento “Mulheres em Movimento”, que aconteceu na Casa da Família (CRAS) e reuniu um público com faixa etária entre 25 e 50 anos.

Com o objetivo de confraternizar, homenagear, motivar e difundir boas práticas de saúde, a programação teve início com alongamento, aula de Zumba, roda de conversa sobre auto estima e antropometria com nutricionista, bate-papo sobre direitos das mulheres, lanche e sorteio de brindes.

 

 

 

 

 

 

 

 


21/03/2018
Por Edilson Silva em Notas

Servidor do Legislativo relata vitórias sobre o preconceito a Síndrome de Down

Em tempos de intolerância, o exemplo de quem prega a igualdade. O servidor da Assembleia Legislativa Felipe Medeiros (à direita na foto), 30 anos, ao contrário do que se imagina, não se limita. Neste Dia Internacional da Síndrome de Down, ele conta seus sonhos, que passam ao largo do preconceito, e desarma qualquer um quando lhe é pedido para deixar uma mensagem a quem tem Down e se limita. “Para quem tem Down? Por que? Deixo uma mensagem para todos: tenham mais alegria”, disse esboçando um largo sorriso. Medeiros chegou à Assembleia Legislativa em 2011, através do projeto de inclusão social de pessoas com deficiência, iniciativa pioneira no Brasil. Além dele, há outro servidor com Down, Stives Luiz da Silva, 25 anos. Ambos são lotados no Cerimonial.

Para o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), hoje é um dia para comemorarmos as conquistas contabilizadas pelas pessoas com Síndrome de Down, como os acessos ao ensino regular e ao mercado de trabalho. “Mas é preciso avançar mais e disseminar informações para promover a inclusão de todos na sociedade. A experiência da Assembleia Legislativa é uma demonstração clara disto”, disse o deputado Ezequiel Ferreira.

“Eu faço várias atividades, mas minhas preferidas são fazer os convites e ajudar no Plenário”, destacou Felipe, que encontrou na Assembleia Legislativa o impulso de que precisava para confiar mais em si”. Acrescentando em seguida: “Aqui, aprendi a ser mais eu, sou aceito”, disse ele, que relatou ter aprendido, a partir daí, a perceber que poderia confiar mais em si mesmo e não se importar com o julgamento alheio.

A confiança lhe permitiu arejar as ideias. Com pensamento fixo, Felipe agora ambiciona fazer a faculdade de odontologia. “Gosto de sorrir. Gosto de cuidar do sorriso. Quero ser dentista”, afirma com outro sorriso o futuro odontólogo.


21/03/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu, Saúde

Comunicado Importante – Secretaria de Saúde

A Secretaria de Saúde informa aos usuários do Sistema Único de Saúde – SUS, com viagem agendada para Natal no próximo dia 02 de abril, que, em virtude do feriado da Sexta-Feira Santa, as passagens estarão disponíveis na sede da Secretaria até o dia 29 de março.


21/03/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu, Tempo

Chuva voltou ao município de Jucurutu no fim de tarde desta terça (20)

Após alguns dias de estiagem e forte calor, o município de Jucurutu voltou a registrar boas precipitações no fim de tarde e início de noite desta terça (20). O fato pegou os jucurutuenses de surpresa e foi bastante comemorado pelos internautas em suas redes sociais.

Veja:

 


21/03/2018
Por Edilson Silva em Educação

Enem deste ano terá 30 minutos a mais para provas de exatas

Neste ano, os candidatos que participarão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terão 30 minutos a mais para fazer a prova do segundo dia, que reúne conteúdos de ciências da natureza e matemática. Segundo o edital da prova, publicado hoje (21) no Diário Oficial da União, os estudantes terão cinco horas para fazer a prova no segundo dia e cinco horas e meia no primeiro dia.

Assim como em 2017, neste ano as provas do Enem serão realizadas em dois domingos seguidos: nos dias 4 e 11 de novembro. A estrutura da prova também não mudou: no primeiro dia serão aplicadas as provas de Redação, Linguagens e ciências humanas, com duração de cinco horas e meia, e no segundo dia, as provas de ciências da natureza e matemática, com cinco horas de duração.

As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano.

A taxa de inscrição foi mantida em R$ 82. O pagamento deve ser feito entre os dias 7 e 23 de maio.

Isenções

A solicitação de isenção da taxa de inscrição deve ser feita entre os dias 2 e 11 de abril. Serão isentos os estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública, ou que tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

Também tem isenção o participante que declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal . Neste ano, também são isentos os participantes do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado.

Os participantes isentos da taxa de inscrição que não compareceram nos dias de prova no Enem do ano passado terão que justificar a ausência por meio de atestado médico, documento judicial ou boletim de ocorrência para fazer o Enem 2018 sem pagar a taxa. O prazo para justificar a ausência no Enem do ano passado vai de 2 a 11 de abril.

O participante que não apresentar justificativa de ausência no Enem 2017 ou tiver a justificativa reprovada após o recurso e desejar se inscrever no Enem 2018 deverá pagar o valor da taxa de inscrição.

Segurança

O edital do Enem continua prevendo a realização de revista eletrônica nos locais de prova, por meio do uso de detectores de metais. A novidade deste ano é que os alunos também deverão permitir que os artigos religiosos, como burca e quipá, sejam revistados pelo aplicador das provas. Quem não permitir a revista poderá ser eliminado.

Imprevistos

Segundo o edital deste ano, o participante afetado por problemas logísticos durante a aplicação poderá solicitar reaplicação do exame em até cinco dias úteis após o último dia de aplicação. Os casos serão julgados individualmente pela Comissão de Demandas.

No ano passado, cerca de 3,5 mil estudantes tiveram que refazer as provas em outra data por problemas como falta de energia nos locais do exame.

Direitos Humanos

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) retirou do edital o item que determinava que a redação que desrespeitasse os direitos humanos teria nota zero. No ano passado, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou a suspensão da regra que previa a anulação da redação que violasse os direitos humanos.

Os resultados do Enem poderão ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Por Sabrina Craide/Agência Brasil


21/03/2018
Por Edilson Silva em RN

RN tem 153 municípios em crise hídrica

O Brasil tem 917 municípios em crise hídrica, informou o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, ao participar do 8° Fórum Mundial da Água. Esse número corresponde aos municípios que estão em situação de emergência por seca ou estiagem até o dia 13 de março.

O ministro destacou que a crise hídrica não é mais um problema somente do Nordeste, onde estão a maioria das cidades. Do total de municípios, 211 estão na Bahia, 196 na Paraíba, 153 no Rio Grande do Norte, 123 em Pernambuco, 94 no Ceará, 40 em Minas Gerais, 38 em Alagoas, 18 no Rio de Janeiro, 17 do Rio Grande do Sul, além de registros em outros estados.


21/03/2018
Por Edilson Silva em Upanema

Umari: Barragem perto do volume morto

O terceiro maior reservatório do Rio Grande do Norte continua secando e atingiu o seu menor volume em 2018. Medição feita nesta terça-feira (20) pelo Instituto de Gestão de Águas do Estado (Igarn) mostra que o nível de água da barragem Senador Jessé Pinto Freire, em Upanema, baixou de 13,7% para 12,72%.

A barragem de Umari, como é popularmente conhecida, iniciou o ano de 2018 com pouco mais de 14% de sua capacidade total de armazenamento d’água, que é de 292.813.650,00 m³. A situação mais crítica registrada pelo reservatório foi no começo de 2017, quando alcançou o volume morto, com pouco mais de 26,000 milhões de metros cúbicos, ou seja, 8% de sua capacidade total.

Upanema Net


20/03/2018
Por Edilson Silva em Jucurutu

Jucurutu participará da Feira dos Municípios Turísticos do RN

Natal sediará nos próximos dias 23 e 24 de março, no Centro de Convenções, a 4ª edição da FEMPTUR – Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do Rio Grande do Norte. Jucurutu é um dos municípios confirmados para o evento e participará com um stand que destacará, entre outros atrativos turísticos, o artesanato da Serra de João do Vale, especialmente os bordados renascença, as massas e o tradicional queijo.

Segundo o organizador da FEMPTUR, Gustavo Porpino, diretor da Argus Eventos, os cerca de 40 municípios participantes prometem caprichar em seus estandes, mostrando muitas peculiaridades. Não vão expor apenas os atrativos turístico-culturais, mas também darão relevância à produção associada ao turismo. O acesso e o estacionamento são gratuitos no Centro de Convenções de Natal.

Paralelo à Feira acontece o 9º Fórum de Turismo do RN que, entre as discussões, tratará de temas como marketing digital, festas populares como indutores da economia e o desenvolvimento de produto turístico.


20/03/2018
Por Edilson Silva em RN, Tempo

Outono começa com promessa de retomada de chuvas no interior

O Dia de São José, comemorado segunda-feira, 19, foi de decepção para boa parte do Rio Grande do Norte. Afinal, não choveu como o esperado em quase a totalidade do Estado, o que, tradicionalmente, significaria que o “inverno” não será chuvas – e mantendo a situação de seca pelo 7º ano consecutivo. Porém, para a Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), as notícias não são negativas. Afinal, nesta terça-feira, 20 de março, começa oficialmente o outono, período que tradicionalmente concentra as principais chuvas no interior do Estado. E a expectativa é que as chuvas recomecem e sejam regulares até o final de abril, sobretudo, nas regiões Oeste e Central.

Quem reafirma essa previsão é o meteorologista da Emparn, Gilmar Bistrot. Segundo ele, nos últimos dias houve um bloqueio na formação de chuvas, o que acabou prejudicando a regularidade das chuvas no interior. Contudo, as condições oceânicas que ensejaram as previsões otimistas do início do ano continuam, com chuvas reiniciando já nesta semana.

“A gente não viu mudança nenhuma nas condições oceânicas/atmosféricas a não ser a formação desse bloqueio, que atrapalhou as chuvas, claro, mas que já está se dissipando. Por isso, o que vale é a previsão que foi feita em fevereiro (de chuvas regulares). Por isso que domingo já foi possível observar a formação de chuvas no interior do Estado, chuvas isoladas”, afirma o meteorologista.

Segundo Gilmar Bistrot, hoje já devem ser retomadas as chuvas em algumas áreas do interior do Estado. Litoral e Agreste, porém, só retomam no final da semana. “Lá para quinta ou sexta-feira”, antecipa.

PLANTIO E RESERVAS

Com relação ao interior do Estado, a dica do meteorologista é que sejam escolhidas para quem ainda planeja plantar, culturas mais rápidas. “Para a plantação de novas lavouras, como já estamos bem adiantados, meados para o final de março, é preciso utilizar culturas com ciclo mais curtos. Culturas precoces, como feijão, milho, as qualidades mais precoces possíveis, para que as chuvas possam atender essas culturas. Produzam nesse intervalo”, acrescenta.

Já sobre a recuperação dos reservatórios, no entanto, as previsões são menos garantidas. Isso porque como as chuvas ainda não começaram, não se é possível prever a intensidade delas. “Por enquanto não dá para falar em recuperação dos reservatórios porque o mês de março, praticamente, não choveu por conta desse bloqueio”, lamenta.

Período chuvoso pode atrasar entrega de obras na região metropolitana

Quando se fala em chuva no interior do Estado, grande parte da população comemora. Contudo, um período chuvoso intenso não é positivo para todos, afetando, por exemplo, o andamento de obras. “O serviço de engenharia rodoviária é incompatível com a chuva. O material tem que ter um grau de umidade ótima, controlada, e quando cai agua acima da conta, para tudo”, afirma o diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), general Jorge Fraxe.

Segundo ele, com a previsão de chuvas, as obras que mais preocupam são “Moema Tinoco, porque estamos em muita terraplanagem, e a restauração de Pipa. Tem o distrito industrial de Macaíba também. Nós vamos dar a ordem também ao acesso industrial de Goianinha, para algumas restaurações no Agreste, então se cair água ali, vai dar uma atrasada”.

A boa notícia, nesse caso, é que, segundo o meteorologista da Emparn, Gilmar Bistrot, as chuvas não devem ser retomadas de maneira tão rápida no Litoral e na região Agreste. “Por enquanto, o bloqueio ainda está influenciando no litoral e no agreste. Ainda não teremos chuvas aqui por isso, mas no final de semana já será possível registrar a formação de chuvas. Por enquanto, não há previsão de muitas chuvas não. Só chuvas normais”, antecipa.

Contudo, para não parecer “do contra”, Jorge Fraxe torce para que chova, mas de forma menos intensa, para que as obras importantes não sejam atrasadas. “Esperamos que a chuva caia aos poucos e dê tempo de fazer o serviço, porque se for muito forte, é complicado. Tem que esperar secar. E quando para dois, três dias para secar, quando pensa que vai poder recomeçar, aí chove de novo e para novamente. Não começa. Aí tem que esperar passar todo o período chuvoso e só recomeçar quando passar todo o período”, afirma.




Facebook


Twitter