03/04/2016
Por Edilson Silva em Caicó

Barragem do Manhoso está a 40 cm da sangria

manhoso3

Depois das boas chuvas neste sábado (02), o rio Barra Nova, na altura do sítio Manhoso, em Caicó, está de “barreira a barreira”. Faltam 40 centímetros para a barragem daquela comunidade alcançar a lâmina de sangria.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Política, RN

Lula lidera pesquisa para Presidente da República no RN, segundo a Consult

12919629_1154717481229472_6469791549667044854_n

Lula lidera pesquisa para Presidente da República no Rio Grande do Norte, segundo a Consult.

A força política do ex-presidente Lula no Rio Grande do Norte é inquestionável. Mesmo em meio a denúncias envolvendo o seu nome, Lula lidera a pesquisa para Presidente em 2018, realizada pela Consult e divulgada pela FIERN na última sexta-feira (01).

Via Tribuna


02/04/2016
Por Edilson Silva em Jucurutu, Policial

Jucurutu: Homem cai de barranco, nas águas do Rio Piranhas, e é encontrado sem vida, poucos metros depois

IMG-20160402-WA0111

As informações que a Polícia recebeu até o momento, só serão confirmadas, ou não, após a perícia do ITEP no corpo da vítima, a qual deverá determinar, de fato, qual foi a causa da morte.

Fonte: Blog PM Jucurutu – Na tarde deste sábado, 02 de abril, a Polícia Militar de Jucurutu foi acionada por populares, para atender uma ocorrência de afogamento nas margens do Rio Piranhas, poucos metros acima da ponte na BR 226.

Ao chegarem no local, que fica nas proximidades da “Rua do Coturme”, os Policiais localizaram um homem, já sem vida, identificado por João Carlos de Melo Cunha, 34 anos, natural de Olinda/PE, mas residente há muitos anos na Cidade de Jucurutu.

IMG-20160402-WA0113

Homem cai de barranco, nas águas do Rio Piranhas, e é encontrado sem vida, poucos metros depois.

De acordo com as informações colhidas no local, João Carlos estaria bebendo juntamente com dois amigos, sobre uma barreira, quando, de repente, ele teria escorregado e caído nas águas do Rio e, por não saber nadar, foi carregado pela correnteza e só foi resgatado, já sem vida, cerca de 30 metros depois.

As informações que a Polícia recebeu até o momento, só serão confirmadas, ou não, após a perícia do ITEP no corpo da vítima, a qual deverá determinar, de fato, qual foi a causa da morte. A Polícia Civil também deverá investigar o caso para constatar se o que ocorreu foi mesmo um acidente.

Aos familiares de João Carlos, nosso Blog deseja que tenham muita sabedoria e Deus no coração, para que possam superar a grande dor da perda desse ente querido.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Política

Em manifestação histórica e sob chuva no Centro de Fortaleza, Lula e o povo cearense disseram “não” ao golpe

12932824_973638952705105_2956531599228440472_n-600x365

Ex-presidente participou, neste sábado, de ato pela democracia em Fortaleza. Ele ainda disse ter a expectativa de assumir a Casa Civil nesta semana.

Em uma manifestação histórica que mesmo sob chuva lotou neste sábado, 2/3, a Praça do Ferreira, espaço das grandes lutas populares em Fortaleza, o povo cearense recebeu o ex-presidente Lula e diz “não” ao impeachment. Mesmo com a chuva, foram  mais de 65 mil pessoas reunidas para, no grande ato da Frente Brasil Popular e de toda a sociedade, defender a democracia, a vontade da maioria expressa nas urnas, as conquistas sociais obtidas nos últimos 14 anos, os direitos individuais e coletivos. Mais de dois milhões de pessoas acompanharam o ato público via Internet, na transmissão da Frente Brasil Popular e da Mídia Ninja.

O ato contou com participantes de diversos estados do Nordeste, além dos governadores do Ceará, Camilo Santana, e do Piauí, Wellington Dias, do deputado federal Chico Lopes e de vários integrantes da bancada cearense que votarão contra o impeachment, além de inúmeras lideranças, entidades sociais e sindicais, representações populares dos mais diversos setores.

“Não vai ter golpe! Vai ter luta”, “Não vai ter golpe! Vai ter Lula”, conclamou a população cearense. Fechando uma semana em que todos os dias o povo cearense foi às ruas e a outros espaços de manifestação em defesa da democracia e contra o golpe, o grande ato público deste sábado na Praça do Ferreira atraiu desde cedo uma multidão ao Centro de Fortaleza, apesar da chuva na capital cearense. Foram jovens e idosos, pais e crianças, homens e mulheres, moradores de diversos bairros da capital e de diferentes municípios do Interior, unidos para defender a liberdade e evitar que a história do Brasil volte a ser manchada por um golpe.

“Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula!” foi um dos vários cantos entoados pelo povo cearense, para receber o operário que se tornou presidente da República em um dos maiores e mais desiguais países do mundo, tornando-se internacionalmente respeitado ao promover conquistas sociais como o combate à fome e à miséria e a inclusão social de 40 milhões de pessoas.

Lula na praça: o povo contra o golpe

“Pra ter impeachment tem que ter base legal, tem que ter crime de responsabilidade. E a companheira Dilma e o seu governo não cometeram nenhum crime de responsabilidade. Por isso defender o impeachment é ser golpista, neste instante neste País”, destacou Lula, sob muitos aplausos, no final da manhã deste sábado, na Praça do Ferreira.

“A maneira de chegar ao poder é disputar eleições, ganhar eleições. Eu sou a experiência disso. Perdi muitas eleições, e quero que eles aprendam isso”, ressaltou. “Pelo que eu tô vendo, se depender de vocês eles vão ter que esperar as eleições de 2018 pra disputar o governo deste País”.

“Queria que todos prestassem atenção ao que está em jogo neste instante, que nós já vimos em 1964. Não é tentar derrubar a Dilma com um golpe pra colocar alguma coisa melhor. Olha quem tá pretendendo governar este País. Olha se eles têm alguma preocupação com o social deste País”, apontou o ex-presidente. “Eles não querem governar este País pra aumentar salário mínimo, pra garantir piso dos professores, pra garantir o Bolsa-família e reajuste anual do salário, pra garantir que as pessoas mais pobres tenham direitos, enumerou, citando vários avanços sociais obtidos nos últimos 14 anos”.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Entrevistas, Jucurutu

Vocalistas da Banda “Os 4 Forrozeiros” concedem entrevista ao Programa Edilson Silva na Cidade FM

12932604_980643548638803_148708576252677502_n

A Banda que vem fazendo um grande sucesso no mundo forrozeiro será atração de logo mais às 22h na Status Dance. (Foto: Edilson Silva).

Heitor do Acordeon e Hugo Costa integrantes dos “4 Forrozeiros” estiveram na manhã deste sábado, 02/04 participando do #ProgramaEdilsonSilva na Cidade FM – 104,9 de Jucurutu/RN.

Ao vivo no estúdio da emissora os músicos cantaram os sucessos do grupo, falaram com os ouvintes através dos telefones e sortearam cortesias. O apresentador ainda falou sobre bastidores da gravação do vídeo clip, suas composições e produção do novo Cd Promocional.

A Banda que vem fazendo um grande sucesso no mundo forrozeiro será atração de logo mais às 22h na Status Dance na festa titulada “Noite do Beijo”. Além deles o grupo ArroCharme também subirá ao palco do evento programado para este sábado aqui em Jucurutu/RN.

Redação: Edilson Silva


02/04/2016
Por Edilson Silva em Jucurutu

Prefeito George Queiroz prestigia encerramento do curso Mais Negócios em Jucurutu

12923131_1144289355602595_3349170305369400929_n

Com informações da ASSECOM – Assessoria de Comunicação da PMJ/Prefeitura Municipal de Jucurutu/RN.

Iniciada na última segunda-feira (28/03), com ministração de aulas, ocorrendo das 19h às 22h, no Ginásio Francisco Eufrásio, no bairro Abraão Lopes, a programação do curso Mais Negócios, aplicado em Jucurutu – através de parceria firmada entre a prefeitura municipal e o SEBRAE – para mais de 200 participantes, foi encerrada nesta sexta-feira (01). A última noite da capacitação foi marcada pela entrega dos certificados e por depoimentos narrados por alunos cheios de novas ideias absolvidas durante a aplicação do programa.

Presente no evento, o prefeito George Queiroz (PMDB), parabenizou os alunos do curso e agradeceu ao SEBRAE por mais uma parceria celebrada com objetivo de levar conhecimento ao público empreendedor de Jucurutu. “Todos vocês que participaram desse treinamento estão de parabéns, pois vieram buscar conhecimento, para aplicar esse conhecimento em seus negócios. Ao SEBRAE fica o nosso agradecimento por ter firmado mais essa parceria – dentre várias já realizadas em Jucurutu com a prefeitura – e sem dúvida essa capacitação foi a de maior impacto em nossa cidade”, afirmou George.

O encerramento do programa Mais Negócios também contou com a presença da vice-prefeita, Paula Lopes (PMDB); dos secretários municipais, Pablo Cassiano (Esporte, Lazer e Turismo) e Fabiana Monteiro (Assistência Social); de Rodolfo Barbosa Barreto, analista técnico do SEBRAE, e ainda João Hélio Cavalcanti, diretor técnico do SEBRAE, entre outros profissionais da instituição.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Economia

Conta de energia elétrica fica mais barata este mês

conta-de-luz-mais-barata-em-abril-com-bandeira-verde

A cor da bandeira indica o custo da energia para mais ou para menos, em função das condições de geração de eletricidade.

Consumidores em todo o Brasil, que mantiverem o nível de gasto de energia elétrica, deverão ter uma redução na conta de luz em abril. É que a partir desta sexta-feira (1º), o custo para produzir energia ficará menor, quando passa a vigorar a bandeira tarifária verde, sem cobrança extra na conta do consumidor para cobrir o custo maior de geração.

A expectativa do Ministério de Minas e Energia é que a redução média na conta de luz fique entre 6% e 7% Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a bandeira tarifária é uma forma diferente de cobrar um valor que era incluído na conta de energia, no reajuste tarifário anual das distribuidoras. A cor da bandeira indica o custo da energia para mais ou para menos, em função das condições de geração de eletricidade.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Política

Cid Gomes denuncia Michel Temer e pede impeachment do vice

michel-temer

Cunha reclama que o empreiteiro “pagou a Temer e deixou inadvertidamente adiado o repasse a outros líderes.

Nesta sexta-feira (01), o ex-governador do Ceará e ex-ministro da Educação Cid Gomes (PDT) apresentou um pedido de impeachment do vice-presidente, Michel Temer (PMDB), e defendeu que menções a corrupção envolvendo seu nome sejam investigadas. “São delações, citações recolhidas de documentos, de equipamentos celulares de diversos investigados na operação Lava Jato que fazem referência explícita”, afirmou em entrevista coletiva.

Entregue à Câmara dos Deputados, o documento cita seis ocasiões em que Temer teria praticado crimes de responsabilidade, pessoalmente ou como presidente nacional do PMDB. A denúncia fundamenta o pedido nas delações do ex-líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (sem partido-MS), e do doleiro Alberto Yousseff, segundo a Agência Câmara de Notícias.

Gomes citou a troca de mensagens de texto em celular do presidente da OAS, Léo Pinheiro, e o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Nelas, Cunha reclama que o empreiteiro “pagou a Temer e deixou inadvertidamente adiado o repasse a outros líderes”. Gomes diz que Cunha teria cobrado de Léo Pinheiro por ter pago R$ 5 milhões, de uma vez, a Michel Temer, tendo adiado o compromisso com a “turma”.O documento com este diálogo corre em segredo de Justiça. Gomes enfatizou que nas mensagens, “o presidente diz que aqueles R$ 5 milhões não deveriam ser entregues só ao Temer”.

Gomes solicitou que a análise do pedido de impedimento seja feita pelo 1º vice-presidente da Casa, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), já que Cunha, a quem caberia essa função, é filiado ao mesmo partido de Temer.

“O que peço é que sejam investigadas essas denúncias para fim de possível, eventual, como creio que haja motivo, impeachment do vice-presidente Temer (…) Não quero dizer que ele é absolutamente culpado destas denúncias. Quero que ele seja investigado”, explicou Gomes.

Este é o quarto pedido de impeachment de Temer protocolado na Câmara – dois foram arquivados.  Um deles foi assinado pelo advogado Mariel Marley Marra, de Minas Gerais, e será analisado pelo Supremo Tribunal Federal. O ministro Marco Aurélio de Mello foi designado para ser o relator. Outro pedido em análise, do deputado Cabo Daciolo (PtdoB-RJ), acusa o vice-presidente de ter cometido crime de responsabilidade fiscal ao assinar decretos para abertura de créditos suplementares quando substituiu a presidenta Dilma Rousseff.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Jucurutu

Com apoio da prefeitura empresa gera novos empregos em Jucurutu

12938171_1143762385655292_6993351632532272160_n

Com informações da ASSECOM – Assessoria de Comunicação da PMJ/Prefeitura Municipal de Jucurutu/RN.

“É gratificante visitar este local, construído e cedido pela prefeitura municipal, exatamente com a finalidade de apoiar os nossos empreendedores, objetivando a geração de emprego, e ver na prática isso acontecer”, revelou o prefeito George Queiroz (PMDB), ao visitar a empresa Novatex Têxtil, administrada pelo jovem jucurutuense Expedito Lopes. O prefeito lembrou que os demais setores dos dois galpões estão em fase de conclusão e posteriormente vão ser cedidos a outros empreendedores. O novo secretário municipal de Obras de Jucurutu, Alexandre da Silva Bezerra, o popular Chumbinho e o vereador Fagner Brito acompanharam o prefeito durante a visita.

Expedito é o primeiro empresário a explorar um dos espaços dos galpões construídos pelo governo municipal no bairro Novo Horizonte, destinados à implantação de fábricas do setor têxtil. De acordo Expedito Lopes a empresa que entrou em funcionamento recentemente atua na produção de tapetes e já emprega diretamente dez pessoas, além de ser responsável por gerar 31 empregos indiretos com a terceirização do serviço de costura. “A Novatex Têxtil está gerando 10 empregos diretos e 31 indiretos com a terceirização do serviço de costura, abrangendo vários bairros do município (Freitas, Bela Vista, Severina Lopes, Novo Rumo, Santa Isabel), bem como as comunidades rurais Aroeira e Santa Rita”, contou ele frisando que em breve pretende ampliar o negócio, contratando mais gente para trabalhar: “Em breve a Novatex Têxtil estará dobrando seu quadro de funcionários efetivos diretos, com a ampliação que iremos promover”, disse.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Policial

Bandidos explodiram caixa eletrônico em São João do Sabugi

banco_sao

Após a explosão do terminal, os assaltantes começaram a atirar para o alto e ameaçar os moradores, para que estes não saíssem de casa.

Segundo as primeiras informações, por volta das 02h20 deste sábado (2), cerca de cinco homens em um veículo de cor preta explodiram o caixa eletrônico da cidade de São João do Sabugi. O alvo foi a agência do Bradesco local.

Após a explosão do terminal, os assaltantes começaram a atirar para o alto e ameaçar os moradores, para que estes não saíssem de casa. O grupo fugiu pela estrada que interliga Caicó a São João. Posteriormente, um veículo usado na ação foi encontrado carbonizado nas proximidades da cidade de Ouro Branco.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Currais Novos

Currais Novos sairá do colapso nos próximos dias em virtude das chuvas

currais1

A seca e a consequente escassez de água nos mananciais paralisaram abastecimento em 17 cidades, sendo 14 no Alto Oeste e três no Seridó.

As últimas chuvas registradas em diversas regiões do Estado, mesmo sem trazer mudanças imediatas no abastecimento de água da maioria das cidades em colapso ou rodízio, podem beneficiar algumas localidades, ainda neste mês de abril. É o caso de Jardim do Seridó e Currais Novos, na região Seridó, que estão com o fornecimento de água suspenso desde o ano passado e nos próximos 20 dias podem voltar a operar.

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte está monitorando a água bruta dos açudes Zangarelhas e Dourado e espera nos próximos 20 dias, após a decantação das partículas (turbidez) carreadas pela chuva, iniciar o tratamento e distribuição do produto. Paralelo a isso a empresa vem adotando providências para adequar equipamentos eletromecânicos que estavam parados e agora precisam de revisão e limpeza.

A seca e a consequente escassez de água nos mananciais paralisaram abastecimento em 17 cidades, sendo 14 no Alto Oeste e três no Seridó. Com o funcionamento dos sistemas Jardim do Seridó e Currais Novos, permanecem 15 paralisados. A partir de junho, quando a Adutora Alto Oeste estiver funcionando, mais quatro cidades saem do colapso: Antônio Martins, Frutuoso Gomes, João Dias e Martins. Restarão onze que podem sair do colapso se as chuvas abastecerem os mananciais. De acordo com o engenheiro da Caern, Anderson Araújo de Sousa, a nova adutora vai transportar água de barragem Santa Cruz, em Apodi para atender também as cidades de Itaú, Rodolfo Fernandes, Taboleiro Grande, Riacho da Cruz, Umarizal, Olho D’Água e Lucrécia.


02/04/2016
Por Edilson Silva em Jucurutu

Prefeito empossa novo secretário de Obras de Jucurutu

944875_1143601895671341_83216879991583098_n

Com informações da ASSECOM – Assessoria de Comunicação da PMJ/Prefeitura Municipal de Jucurutu/RN.

Alexandre da Silva Bezerra, o popular Chumbinho, assume a partir desta sexta-feira (01/04) a titularidade da secretaria municipal de Obras e Serviços de Jucurutu.

Empossando pelo prefeito George Queiroz (PMDB), Chumbinho ocupará o cargo que vinha sendo desempenhado pelo vereador licenciado Fagner Brito. Fagner deixa a secretaria e retorna a Câmara municipal.


01/04/2016
Por Edilson Silva em Barra de Santana, Jucurutu

Movimento dos Atingidos pela construção da Barragem de Oiticicas envia Carta Aberta ao governador do RN

atingidos

Movimento dos Atingidos pela construção da Barragem de Oiticicas envia Carta Aberta ao governador do RN.

O Movimento dos Atingidos e Atingidas pela construção da Barragem de Oiticicas, se reuniu na última quarta-feira (30) na comunidade de Barra de Santana, em Jucurutu e redigiu uma Carta Aberta, endereçada ao governador Robinson Faria. O documento foi protocolado na governadoria, nesta manhã de sexta-feira (01), e deverá nas próximas horas chegar às mãos do governador. No documento, o Movimento reconhece a importância que a obra da Barragem de Oiticicas tem para segurança hídrica de vários municípios do Seridó, porem não abre mão da garantia dos direitos sociais de centenas de famílias que ali moram. “Somos contra qualquer injustiça e desrespeito aos direitos dos atingidos e atingidas pela construção da barragem e defendemos com convicção o Estado Democrático de Direito”, diz um de seus trechos.

Na carta, que foi assinada por dezenas de agricultores, é repudiada a quebra dos compromissos assumidos pelos governos federal e estadual com o movimento, desde o início da obra, gerando ao longo dos tempos uma relação de desconfiança e de atrito entre o governo e o movimento. Já foram assinados dois termos de compromisso, nos meses de Julho de 2014 e Fevereiro de 2015, e quase todos os prazos descumpridos pelos governos.  Dos 141 milhões de reais em recursos federais, liberados para a construção da Barragem de Oiticicas, 87,24% foram gastos na obra física e supervisão, e apenas 12,7%, o equivalente a 18 milhões foram investidos nas obras sociais.

“A obra física da barragem já tem executado 39%, e depois de 2 anos e 9 meses, do inicio das obras, sequer o terreno onde será construído a nova Barra de Santana foi preparado para receber as moradias e os equipamentos sociais. Cabe ressaltar que estes 18 milhões foram exclusivamente para as indenizações rurais que, mesmo descumprindo os prazos acordados, foi a parte social que de fato teve efetividade e caminha para sua resolutividade em termos de negociações e depósitos judiciais. Porém, até o momento, apenas 20% dos proprietários receberam os recursos das suas indenizações, apesar de aproximadamente 68% de depósitos judiciais já terem sido realizados”, destaca o documento.


01/04/2016
Por Edilson Silva em Currais Novos

Raio mata 36 animais em Currais Novos

animais1

O criador ainda contou que só encontrou os animais na manhã desta quinta. “Eu soltei os animais no início da tarde.

G1/RN – Trinta e seis animais morreram após um raio atingir parte do rebanho em uma fazenda na cidade de Currais Novos, na região do Seridó potiguar. De acordo com o proprietário, os animais ficaram soltos durante um temporal registrado entre a tarde e a noite desta quarta-feira (30). O radialista Edmilson Sousa esteve no local e gravou um vídeo mostrando a área atingida pelo raio.

Segundo Ivo Júnior, proprietário dos animais, 29 caprinos e 7 ovinos morreram com o raio. O prejuízo estimado com a perda do rebanho é de R$ 6 mil. O criador ainda contou que só encontrou os animais na manhã desta quinta. “Eu soltei os animais no início da tarde. Como depois começou a chover e eu estava doente, não os recolhi de volta para o cercado. Eles acabaram se amoitando próximo a uma casa em construção, exatamente no local aonde o raio caiu”, explicou Ivo.


01/04/2016
Por Edilson Silva em Política

Jucurutuense é vítima de latrocínio em Recife

DSC2705-308x410

Fonte: Blog Jair Sampaio – Familiares e amigos da jucurutuense Marilene Queiroz, que residia na cidade do Recife, capital do Pernambuco, há anos, *informam que ela* foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), no início de noite dessa quinta feira, 31.

Relato de uma prima sua enviado ao blog Jair Sampaio conta que a Marilene saía de um escritório, onde trabalhava, e seguia destino para casa, diferente dos outros dias, a vítima acabou sendo assaltada e morta a tiros pelos bandidos.

Ainda segundo o relato de prima, a família de Marilene Queiroz reside na Comunidade de Barra de Santana. Familiares da vítima ainda estão muito chocados com a notícia, por isso ainda não sabem onde será o sepultamento.


01/04/2016
Por Edilson Silva em Política

Porto Alegre também gritou forte contra o golpe da mídia, do grande capital e de parcelas do judiciário

Porto Alegre também gritou forte contra o golpe da mídia, do grande capital e de parcelas do judiciário. Dezenas de milhares de pessoas foram às ruas da capital gaúcha defender a democracia.

Veja:

10519503_1015744768511898_5278947664838570041_n

9165_1015744698511905_4690830116252255483_n


01/04/2016
Por Edilson Silva em Natal, Política

Natal: 40 mil pessoas participaram de ato em defesa do governo Dilma Rousseff

NATAL 01

Além da capital potiguar, diversas manifestações a favor do governo acontecem no restante do país.

G1 – Pessoas que apóiam o governo Dilma Rousseff (PT) voltaram a realizar um ato pelas ruas de Natal na tarde desta quinta-feira (31). O grupo se concentrou em frente ao shopping Midway Mall, na Zona Sul, e seguiu em caminhada até a praça da Árvore de Natal, em Mirassol, bairro também da Zona Sul. O protesto começou às 16h e terminou por volta das 19h40.

O ato é organizado pela Frente Brasil Popular. Às 19h15, os organizadores informaram que 40 mil pessoas participaram da manifestação. A Polícia Militar informou às 19h que eram 20 mil presentes.

Além da capital potiguar, diversas manifestações a favor do governo acontecem no restante do país. O advogado Evandro Borges lembrou do posicionamento da OAB, que se colocou a favor do impeachment de Dilma. “O posicionamento da OAB a favor do impeachment não é unânime. Hoje, os advogados do Rio Grande do Norte também saem às ruas em defesa da democracia e contra o golpe”.

O cirurgião dentista Ycaro Kallyo saiu de Caicó, cidade na região do Seridó potiguar, para participar da manifestação em Natal. “O impeachment não tem legitimidade jurídica, por isso é golpe. Eu estou aqui pra defender o meu voto e o da minha filha de 17 anos. Para defender a democracia”, disse.

Veja no vídeo:


01/04/2016
Por Edilson Silva em Política, São Paulo

Em SP, 60 mil pessoas estiveram em ato pela democracia na praça da Sé

23

52 anos depois de golpe militar, população foi às ruas de São Paulo contra o impeachment em manifestação convocada por movimentos sociais.

Mais de 60 mil pessoas se reuniram na praça da Sé, em São Paulo, na noite desta quinta-feira (31) em defesa da democracia e contra o processo de impeachment que corre no Congresso Nacional, segundo números dos organizadores.

Artistas, estudantes, trabalhadores, idosos, jovens: manifestantes dos mais variados estilos não paravam de chegar no local, que se enchia rapidamente conforme caía a tarde. Os gritos de “Não vai ter golpe” se somavam ao “Sérgio Moro, eu não me engano, o seu nariz é bico de tucano”, ao batuque incessante das baterias, ou ao ritmo do forró que tocava no trio elétrico.

“As pessoas estão percebendo que o golpe é um retrocesso, que vai fazer privatizações, piorar a educação, acabar com o Bolsa Família. A população precisa se mobilizar para convencer os deputados a não permitir a abertura desse processo de golpe”, afirmou o presidente nacional do PT, Rui Falcão, presente no ato. “O povo tem que se mobilizar, procurar os deputados, dizendo que não estão apoiando o golpe, que não tem nenhuma base legal.  A presidenta não cometeu nenhum crime, nem crime de responsabilidade. Impeachment sem crime de responsabilidade é golpe”, reforçou.

Nadia Campeão, vice-prefeita de São Paulo, Eduardo Suplicy, a cartunista Laerte foram algumas das personalidades presentes no ato. Caravanas do interior e do litoral de São Paulo também vieram em peso.

As manifestações foram chamadas pela Frente Brasil Popular, que reúne diversos movimentos sociais como CUT, UNE, MST, CTB, Consulta Popular, e a Frente Povo sem Medo, que reúne MTST, Uneafro, Ruas, Brigadas Populares, Intersindical, entre outros. Estudantes da USP, Mackenzie, Uninove e PUC também foram ao ato. Durante as falas, foi lembrado que há 52 anos ocorria o golpe militar, em 31 de março de 1964.

“Eu estou aqui porque isso é democracia real. Eu estou aqui pelo Brasil de todo mundo, o Brasil popular, o Brasil das feministas. Eu realmente acredito nisso. Não tem como chamar de impeachment. Pra mim é golpe”, afirma Luiza, estudante de 17 anos, que foi ao ato junto com a designer Adriana, de 53 anos.

“Eu tenho pavor do que está acontecendo no Brasil. Não quero golpe”, afirmou Adriana. A designer afirmou que, depois de 20 anos sem assistir à Globo, ficou chocada com a cobertura parcial da GloboNews. “Semana passada fiquei assistindo muito a Globonews depois de 20 anos e vi como as pessoas são massacradas por esse discurso (de apoio ao impeachment)”, afirmou.

Para Milton Barbosa, do MNU (Movimento Negro Unificado), a elite está utilizando o impeachment para se apropriar do aparato de Estado e “deitar e rolar mais ainda”.

“Eu quero respeitem o meu voto. Se eles querem conquistar a Presidência da Republica que seja na urna, e não do jeito que estão fazendo hoje”, afirma Alessandra Salvador, de Campinas.

Para a dona de casa Ines Wanderley, 66, o impeachment é reflexo do machismo. “Querem tirar a Dilma porque ela é mulher. A Dilma é uma mulher de luta, de garra, de fibra, que não invadiu a presidência. Ela foi eleita. O povo sabe o que quer”, afirmou.


01/04/2016
Por Edilson Silva em Brasília, Política

Em Brasília, 200 mil manifestantes ocupam a Esplanada contra o golpe

BRASILIA 04

Atos em defesa da democracia aconteceram em todos os estados do Brasil nesta quinta-feira e em outros 23 países.

No maior ato do dia, mais de 200 mil pessoas reuniram-se em Brasília, DF nesta quinta-feira (31/3) para protestar contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Os números são dos organizadores dos atos, as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Trabalhadores, famílias, estudantes e movimentos sindicais e sociais se concentraram desde 6h da manhã em frente ao estádio Mané Garrincha e depois marcharam até o Congresso Nacional.

O ato – Jornada Nacional em Defesa da Democracia – durou o dia todo. Com gritos de “Não vai ter golpe, vai ter luta” e “Fica, Dilma”, os manifestantes faziam questão de ressaltar que haverá resistência contra a tentativa de tirar a presidenta do governo. O grupo estendeu uma longa faixa no Eixo Monumental com a mensagem “não vai ter golpe” e a a frase “Fora Cunha”, em alusão ao presidente da Câmara dos Deputados, foi projetada nos prédios do Congresso Nacional. Havia também faixas de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Emocionada com o ato, professora Mariana Holanda trouxe seu filho,  Caetano (6), para que desde cedo ele possa aprender e entender como é a força de um “coletivo em luta”. Segundo ela, é só na prática que o filho vai entender como é lutar pelos seus direitos. “É lindo ver isso aqui. A gente não vê isso pela mídia, só vindo aqui para entender que nós somos um coletivo enorme, muito forte e diverso. Tem todo tipo de gente, classe social, trabalhador”, afirmou àAgência PT de Notícias. “Meu filho tem que crescer sabendo que a gente tem que resistir ao discurso que está posto por aí, e é só na prática que ele vai entender isso”, ressalta.

O professor da Universidade de Brasília (UnB), Everaldo Costa, fez questão de estar na manifestação para defender os ideais democráticos do país e acredita que os avanços sociais no Brasil nunca foram tão grandes na história do século 20. “Nos últimos 13 anos, o governo trouxe possibilidades de vida e sobrevivência nas periferias urbanas, no campo como nunca houve no país”. Costa se mostra preocupado com o momento histórico: “Temos um golpe induzido contra a presidenta e é impossível que nos calemos neste momento. A massa, que está aqui hoje, representa um povo que reconhece os avanços dos últimos anos. Só uma pequena burguesia para não reconhecer tudo que nós tivemos de avanço. O impeachment representa um retrocesso do ponto de vista democrático”, explica o professor.

Jean Carmo, pedagogo, diz que vivemos um momento crucial para o país e que é preciso resistir para que não corrermos o risco de um “golpe de estado praticado tanto pelo judiciário como pela grande imprensa” chegue no governo. “Nosso governo, nesses últimos anos, tem obtido grandes conquistas para a população do nosso Brasil. Não podemos deixar que um golpe aconteça e prejudique, em primeiro plano, os trabalhadores. Hoje foi uma grande demonstração de que vai ter resistência e não vai ter golpe no Brasil”, afirma.

Participaram militantes independentes e também membros de movimentos sociais de diversos estados do Brasil: Minas Gerais, Bahia, Paraíba, Pernambuco e Espírito Santo. Havia bandeiras da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Frente Nacional de Luta (FNL), Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais (Contag), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), União da Juventude Socialista (UJS), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e de diferentes sindicatos.

Pela manhã, aconteceu também em Brasília o Encontro de Intelectuais e Artistas em Defesa da Democracia. A presidenta Dilma criticou a tentativa de golpe contra a democracia brasileira, lembrando que o golpe é chamado por vários “nomes” desde 1964. “Para cada momento da história o golpe assume uma cara. Em 64 foi a forma militar. Agora está havendo a ocultação do golpe com processos aparentemente democráticos. Se no passado chamaram de revolução, hoje tentam dar um colorido democrático a um golpe porque não tem base legal para ser feito”, criticou a presidenta. Participaram a cantora Beth Carvalho, os atores Osmar Prado, Letícia Sabatella e Sérgio Mamberti, os escritores Raduan Nassar e Fernando Moraise a cineasta Anna Muylaert.




Facebook


Twitter