26/10/2015
Por Edilson Silva em Educação

Enem 2015 registra o menor número de faltas em sete anos

A edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve o menor número de faltosos desde 2009, quando o teste começou a ser utilizado como método de seleção para universidades. Ao todo, 1,9 milhão dos 7,7 milhões de inscritos, ou 25,5% dos candidatos, deixaram de comparecer às provas de 2015. No ano passado, este número chegou a 2,5 milhões.

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, considera a série histórica como um progresso e atribui o baixo número a medidas adotadas pelo Ministério da Educação para restringir a inscrição indiscriminada de participantes. “O número de abstenção tem diminuído também porque as pessoas olham com mais atenção para as provas e para as oportunidades que o Enem oferece”, explicou durante entrevista coletiva neste domingo (25).

Ainda segundo Mercadante, os candidatos que receberam isenção na taxa de inscrição, mas não compareceram, não vão receber o benefício em 2016. A medida visa diminuir ainda mais a quantidade de faltas. A exceção são os candidatos que apresentam justificativa para a ausência. “A isenção é paga por toda a sociedade e, se a pessoa não comparece, ela trás prejuízos para todos. A medida será uma forma didática para diminuir mais ainda mais essa porcentagem”, comentou. Atualmente, tem garantido o acesso a isenção da taxa de inscrição os alunos de rede pública e candidatos com baixa renda.



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter