24/08/2014
Por Edilson Silva em Política

Marina Silva lançou candidatura no Recife neste sábado

10628439_845863705425261_7237993077098617211_n

No lançamento oficial da candidatura de Marina Silva e Beto Albuquerque à Presidência pelo PSB, neste sábado (23), no Recife, o ex-governador Eduardo Campos foi citado por todos os correligionários que discursaram no evento, em um clube na Zona Oeste da capital. As falas se alternaram entre lamentações e pedidos de voto para dar continuidade ao legado do político. A ex-senadora também criticou o que chamou de “mentiras e distorções” por parte dos adversários, acrescentando que no dia da morte de Campos agradeceu “por ter feito aliança com ele antes”.

A comitiva do PSB chegou ao local do evento às 18h50, trazendo os candidatos, a viúva de Eduardo, Renata Campos, e três dos cinco filhos do ex-governador. Renata não discursou nem falou com a imprensa. Questionada sobre quais mentiras por parte dos adversários tinha se referido, Marina Silva limitou-se a dizer que “elas vão vir”. A ex-senadora ainda comparou a dor da perda de Campos com a do companheiro de luta ambiental Chico Mendes.

Depois, apontou que esta não será uma campanha fácil. São quarenta e quatro dias [até a votação]. O bom é que a gente já tem programa, partidos e militância mobilizada. Mas ouvi calúnias, mentiras e distorções daqueles que não querem respeitar as decisões da população. Vamos ter que oferecer a outra face nessa campanha, caminhar com sabedoria. Só queremos o bem de Pernambuco, do Brasil, disse.

Via G1



0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Facebook


Twitter